Follow Us

RIP: Mark Lanegan

RIP: Mark Lanegan

Líder do Screaming Trees e um dos ícones do grunge se foi aos 57 anos.

Talvez seja até feio eu dizer que não o conhecia e mal sabia quem era ele até que, em um episódio de Supernatural, meu coração foi imediatamente arrebatado pela canção “Look at You”, do Screaming Trees.

O Screaming Trees foi uma banda de rock estadunidense formada em 1985, considerada parte do movimento grunge do início dos anos noventa. O som da banda era uma mistura da psicodelia dos anos sessenta com o rock agressivo da costa oeste dos Estados Unidos. Embora os críticos elogiassem o grupo, ele jamais alcançou o status de outras bandas do movimento, como o Nirvana e o Soundgarden. A banda acabou em 2000, quatro anos após o lançamento de seu sétimo álbum, “Dust”, de 1996.

Lanegan, líder do grupo, chegou a participar do mega projeto grunge Mad Season (que continham membros do Alice in Chains, Pearl Jam e The Walkabouts). Além de dedicar-se a sua produtiva carreira solo, fez participações em diversos álbuns do Queens of the Stone Age, liderado por Josh Homme. Ele também participou de vários álbuns de bandas como Mondo Generator, Masters of Reality, e de artistas como PJ Harvey e Melissa Auf der Maur e outros. Em 2005, o músico juntou-se a Isobel Campbell, ex-vocalista da banda Belle & Sebastian para um projeto e, em 2006, lançaram o álbum Ballad of the Broken Seas, elogiadíssimo pela imprensa especializada. Também em 2005, se juntou a Greg Dulli (The Afghan Whigs) e formou o Gutter Twins. Encontrou-se com a banda The Twilight Singers.

Deixou sua marca vocal por características roucas e soturnas. Não sei se foi isso, a composição ou a combinação de toda a receita, mas sempre serei grata por ter uma de suas canções embalando memórias marcantes de uma fase de minha vida em que Look at You tocou tantas vezes no repeat que até o Spotify deve ter desejado tirar do streaming só pra dar um tempo na reprodução…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.